Terça-feira, 7 de Setembro de 2010

SELVAGEM

Não permito sela

sou égua selvagem

bizarria

quando me transformo em abóbora

sem projecto de ilusão

ser projecto de ilusão

na partilha de momentos

os especiais

os maravilhosos

na essência sumária

não permito sela

sou égua selvagem

 

Edite Gil

(Registado no I.G.A.C.)

publicado por Edite Gil às 22:00
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27

31


.posts recentes

. FIRMEZA

. ABONADO COLORIDO

. NOITE INVEJOSA

. AVESTRUZ

. SABOR DA LUZ

. ...

. MAR DISTRAÍDO

. ABANDONAI A NOITE

. SOLIDÃO

. ALTAS HORAS

. TROVADOR

. ERRANTE

. NADAR BEM !...

. VERSOS COM METÁFORAS

. A ALMA HABITUA-SE

. ORLAR DE CINTURA

. DÚVIDAS

. CAFÉ E WHISKY

. SOCALCOS DA ALMA

. TERNURA FEROZ

. SUSPIRO

. DELÍRIOS

. SILÊNCIO SILENCIOSO

. RELENTO

. CIRCUNSPECTO OU IMPRUDENT...

. MADRUGADA

. PALAVRAS DE VIDRO

. POEMAS DE PLÁSTICO, SEM C...

. FLORES NOVAS

. GOTAS

. MAR ALMIRANTE

. MUTILAR DO SONHO

. BRAÇOS DORIDOS

. PALAVRAS MUDAS

. CHAVE DICOTÓMICA

. AVIVAR O VENTO

. CONFESSO

. VETUSTA PÁGINA

. IGNOMÍNIOS VERBOS

. Lançamento do meu livro O...

. FADIGA

. SÓ NO DICIONÁRIO O SUCESS...

. REVOLTA

. TRIUNFO DA IRRACIONALIDAD...

. DEMANDA

. ENCRIPTADA

. AFIVELAR

. ESPERTINA

. POEMA VAZIO

. UMA ÁRVORE DE NATAL

.arquivos

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds